Não existe viagem redonda

Perrengue de viagem: quem nunca teve que atire a primeira pedra. Eu já passei pelas mais diversas situações, desde perder a hora de saída do trem até chegar ao destino, um roteiro de aventura, embaixo de chuva e ter que cancelar todo o passeio.

A encrenca mais recente foi ir para a Bélgica e conhecer apenas o hospital. Isso mesmo. Fiquei internada por três dias em Leuven, com direito a visita ao centro cirúrgico. Será que posso contar como mais um país visitado, mesmo sem ter visto absolutamente nada?

hospital leuven brussels
Não é por nada não, mas o hospital (esse da foto) é melhor do que alguns hostels que eu já fiquei…

Era para ser a eurotrip dos sonhos. Iria viajar sozinha e ao longo do caminho encontraria com meus amigos. Já estava tudo combinado, as reservas estavam quitadas, tinha passagens compradas. Mas, tem horas que a vida gosta de brincar com a gente e mostrar que quem manda, na verdade, é ela. Toda a euforia de viajar pela Europa se transformou em ansiedade de voltar para casa. E assim foi. Uma semana depois estava aterrissando no Galeão. Por recomendação médica, preferi voltar e continuar o tratamento aqui no Brasil.

O lado bom da história? Fiz amizade com todos os enfermeiros belgas, passei a entender um pouquinho mais do sistema de saúde deles e aprendi, na marra, que ter seguro de saúde para viagem é primordial. Além disso, voltei às terras cariocas a tempo de acompanhar o desfile das escolas de samba – pela televisão, é claro, porque tive prisão domiciliar por um mês até estar recuperada. Brincar com a saúde não dá e, como diria a minha vó, a saúde é mais importante que a viagem.

No Youtube: Viajar sozinha pelo Uyuni

Fiz uma série de vídeos sobre a minha última viagem ao Chile. Todos eles estão disponíveis no canal do Blog no Youtube. E, se eu fosse você, começava a seguir logo porque teremos mais vídeos!

A frequência não é ideal ainda porque filmar, editar e organizar vídeos demanda muito tempo, mas logo, logo, irei resolver esse probleminha. Enquanto isso, você pode acompanhar o último vídeo que disponibilizei: “Viajar Sozinha pelo Salar de Uyuni”!

Deixe seu gostei, comentário e siga o nosso canal! Assim, você me incentiva a continuar compartilhando vídeos 😊

Como comprar passagens aéreas mais baratas

Meus amigos, quando querem viajar, pedem sempre que eu monitore o preço das passagens para eles, virei quase um guru das passagens aéreas mais baratas. O que eu faço para conseguir tarifas a preços acessíveis? Pesquiso, monitoro, comparo e penso se vale a pena. Para te ajudar a ser um expert em passagens mais econômicas, listei abaixo sete dicas que uso normalmente para comprar uma passagem de avião.

  • Compre com antecedência

As tarifas mais baratas quase nunca aparecem na última hora, mesmo que o voo não esteja lotado. Há quem diga que o tempo ideal para comprar uma passagem é com até três meses de antecedência da viagem, mas isso pode variar. Já consegui ótimas tarifas seis meses antes de embarcar e outras com menos de dois meses.

  • Reserve ida e volta

Reservar um bilhete de ida e volta com a mesma companhia aérea normalmente sai mais em conta do que comprar os trechos separadamente.

  • Aproveite as promoções

Espere as tarifas promocionais para fazer a sua compra, muitas delas acontecem de madrugada e nos finais de semana. Para ficar atento as promoções vale se cadastrar no newsletter das companhias, assim você receberá e-mails sobre os destinos em destaque e promocionais.

  • Pesquise nos buscadores

Use os buscadores e comparadores de preços de passagens. Uma dica é criar alertas para receber e-mails toda vez que o valor da passagem sofrer alteração, assim você pode monitorar e só comprar quando a tarifa reduzir.

  • Compare os preços

Pesquise e compare os preços não só em diferentes buscadores, mas também fazendo uma cotação com agências de viagens e direto com as companhias aéreas. É bom prestar atenção porque alguns buscadores podem cobrar taxas, então, as vezes é melhor comprar a passagem no site da própria companhia.

  • Seja flexível

Essa dica vale tanto para as datas da viagem, quanto para o destino. A flexibilidade do lugar ou de viajar um dia antes e retornar um dia depois pode te fazer economizar alguns trocados na hora de comprar a passagem.

  • Participe de programas de milhas

Ser afiliado a programas de milhas nas companhias aéreas é uma vantagem. Quanto mais você voar, mais milhas irá acumular para poder trocar por outras viagens. Alguns cartões de crédito também oferecem a possibilidade de poder juntar pontos que podem ser convertidos em passagens aéreas, pergunte ao seu banco e participe.

Foi com base nessas dicas que eu já consegui comprar passagens aéreas para Europa, América do Sul e Brasil a preços bem mais em conta. E, na hora de economizar, só não vale dar bobeira, não é mesmo?